Saiba em que restaurantes pode fazer refeições sem glúten

Quando um celíaco vai comer fora tem de ter cuidados redobrados, já que uma simples migalha pode provocar-lhe reações terríveis. Selecionámos, por isso, uma série de opções sem glúten, próprias para quem sofre deste mal, que podem ser desfrutadas sem preocupações.

O glúten é uma proteína presente em determinados cereais, como trigo, centeio e cevada e tem sido frequentemente apresentado como um inimigo.

Aliás, é cada vez mais comum ler-se a frase “contém glúten”, encontrada em embalagens de diversos produtos alimentares – pão, bolachas e biscoito, massas, bolos, carne processada (hambúrgueres, salchichas, fiambre, etc.), cerveja, pizza, queijos, maionese, ketchup e outros molhos prontos (por conterem farinha para engrossar), entre outros.

O alerta é dirigido a pessoas com doença celíaca ou com reações alérgicas à proteína, já que para estas pode ser prejudicial à saúde. Se é uma delas, saiba que existem restaurantes onde pode encontrar refeições sem glúten no ArrábidaShopping.

Conheça aqui algumas opções que selecionámos para si.

Na Go Natural, pode criar a sua salada por 5,95€ (7,95€, se optar por menu) e assim assegurar-se que os ingredientes não contêm glúten. Existem menus já preparados e seguros, como o menu “low carb de frango teriyaki” com legumes asiáticos (7,95€) ou a nova receita vegetariana com o selo “sem glúten”, de quinoa com abóbora assada e mousse de queijo de cabra (7,95€).

No Wok to Walk, as opções são variadas, mas nem todas são aconselháveis a quem tem doença celíaca. No entanto, existem as opções base de noodle de arroz, arroz thai ou arroz integral (6,25€), com legumes salteados e pode escolher outros ingredientes como frango, camarão, frutas, cogumelos ou ainda tofu, sem correr riscos. Exclua os molhos ou assegure-se que não contêm glúten.

O Vitaminas tem várias sandes, que obviamente se excluem do menu de quem tem doença celíaca, mas também tem saladas – com a opção alface, já que a massa contém glúten – e as saladas havaina (por 8,45€, com camarão, atum, cenoura, abacaxi e tomate), a frango e legumes (por 8,70€, com frango assado, legumes grelhados, tomate cherry, nozes e coentros) ou a de atum (por 8,15€, com atum, ovo, cenoura, azeitonas e tomate) são boas opções sem glúten e ainda podem ser acompanhadas por um sumo natural (2,90€) e uma sobremesa de iogurte com gelatina e hortelã (2,75€) ou de puré de maçã com iogurte e canela (2,75€).

No Slow, a carne é mesmo carne, como frango, porco ou vaca e cozinhada durante longas horas a baixa temperatura. E, segundo a tabela de alergénios do restaurante, aqui pode optar por exemplo, pelo frango thai (6,60€ ou 7,25€ com bebida) – um caril tailandês com frango Slow, legumes grelhados e coentros –, pelo (de) vaca slow (7,30€ ou 7,95€, com bebida), onde a carne é servida em fatias muito finas e pode ser acompanhada por arroz thai ou salada. Evite os molhos ou opte pelo de manteiga e alho ou de iogurte e hortelã.

O arroz de pato gratinado (7€), o arroz de polvo com compota de pimentos (7€) ou a espetada de salmão (com legumes crocantes e arroz basmati) são três boas opções do BBGourmet.

Categorias
Vida Saudável
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço