Dois roteiros românticos para o Dia dos Namorados

Ainda não tem planos para esta data? Veja as nossas duas sugestões e passe um dia apaixonado com a sua cara-metade!

“Amor é fogo que arde sem se ver”, já dizia Camões. E sim, sabemos que é um grande cliché, mas não deixa de ser um dos melhores sentimentos do mundo e, por isso, merece ser celebrado.

Demos graças, então, pela existência de São Valentim! Segundo reza a lenda, foi um bispo de nome Valentim quem desafiou as ordens do imperador romano Cláudio II – que proibiu todos os casamentos durante o período de guerra, uma vez que acreditava que os solteiros eram melhores combatentes – e continuou a celebrar as uniões. Entretanto, o bispo foi descoberto, preso e condenado à morte. Enquanto aguardava na prisão, foi recebendo flores e bilhetes de jovens que diziam ainda acreditar no amor e acabou por se apaixonar pela filha cega de um carcereiro devolvendo-lhe, milagrosamente, a visão. Antes de ser executado, enviou-lhe ainda uma carta de despedida, assinando como “seu Namorado” ou “seu Valentim”. E assim, a data da sua morte – 14 de fevereiro -, ficou conhecida como o Dia dos Namorados ou Dia de São Valentim.

Lendas à parte, a verdade é que este é um dia especial para todos os casais, sendo mais uma ocasião para fazerem juras de amor eterno. E, quer seja do tipo de celebrar em grande com jantares românticos e prendas, quer prefira um programa mais caseiro, temos duas sugestões que, com certeza, a sua cara-metade vai adorar!

Jantar e Cinema

Se gosta de comemorar a ocasião com toda a pompa e circunstância, leve o seu par a jantar até ao nosso Centro. Na nossa Praça da Restauração encontra uma grande variedade de restaurantes com sala privada, onde pode ter um jantar romântico. Sugerimos-lhe, por exemplo, o Bodegão, o Pasta Caffé e o Serra da EstrelaE para completar a noite, às 21h, recebemos o grupo Aeternus Cantabile na nossa Praça da Restauração para um concerto de São Valentim muito especial. Do repertório constam temas como “Belle nuit, ô nuit d’amour” (da ópera “Les Contes d’Hoffmann”, de Offenbach), “O sole mio” (de Eduardo di Capua e Alfredo Mazzucchi), “L’amour est un oiseau rebelle” (da ópera “Carmen”, de Bizet)  ou “Libiamo ne’ lieti calici” (da ópera “La Traviatta”, de Verdi), entre muito mais.

Depois vá até ao escurinho do cinema ver um dos filmes que temos em cartaz.

Relaxar em casa

Se, por outro lado, prefere celebrar o Dia dos Namorados de forma mais calma, porque não investe num programa caseiro e romântico? Prepare um jantar à luz das velas e depois aconchegue-se no quentinho do sofá com a sua cara-metade a ver um filme. Espreite a galeria e inspire-se nas nossas sugestões para fazer desta noite caseira um momento cheio de amor.

 

Artigo relacionado

O Pai Natal vai estar no ArrábidaShopping!

Ler artigo
Categorias
Família
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço