Mariana Rodrigues: a portuguesa que criou a nova imagem da Nespresso

É a primeira vez que a marca internacional convida uma portuguesa para desenhar a imagem de dois novos cafés – Arabica Ethiopia Harrar e Robusta Uganda – já disponíveis na loja Nespresso do nosso Centro. Entrevistámos Mariana Rodrigues, a viver atualmente em Londres, e damos-lhe a conhecer o percurso e o talento desta jovem promessa nacional.

Nasceu no Porto e começou por trabalhar como designer gráfica, resultado da formação que adquiriu na Escola Superior de Artes e Design de Matosinhos, mas depressa percebeu que era na ilustração que encontrava a sua verdadeira motivação. Em 2013 decide mudar de área profissional e de país. Primeiro Zurique, depois Tóquio, onde trabalhou com o músico Patrick Watson, e finalmente Londres, onde é hoje agenciada pela famosa Jelly London e se dedica 100% à arte da ilustração, tendo já trabalhado para marcas como a Bombay Sapphire e a Original Source, e revistas como a “Vogue Japan” e a “Country Living”.

O estilo artístico de Mariana centra-se no gosto pelo detalhe e na desconstrução de imagens, principalmente da natureza. A designer adora trabalhar com diferentes cores, padrões e simetrias, utilizando uma combinação de técnicas, como aguarela, guache e desenho digital. Tudo isto influenciou o mais recente trabalho da jovem de 31 anos: a Nespresso, que recrutou o seu imaginário visual para criar as imagens dos novos cafés da casa – Arábica e Robusta, edições limitadas que celebram as origens do café e que já se encontram à venda na loja do nosso Centro.

Edição limitada nespresso
Edição liminitada Nespresso

Como define o seu estilo enquanto ilustradora? 
Detalhado. Gosto de ver o mundo com um pouco de magia e dou bastante importância ao detalhe. É o que mais gosto de fazer: detalhe em cima de detalhe, coisas tão pequenas que ninguém vê mas que eu sei que estão lá e que, para mim, tornam tudo mais rico e mágico. Adoro quando me dizem que, quando olham para as minhas ilustrações, não conseguem descobrir tudo de uma vez e que isso as leva a olhar uma segunda e terceira vez.

Com um curriculum tão vasto, qual o trabalho mais marcante, que guarda com mais carinho?
Todos os trabalhos me trouxeram coisas positivas e acima de tudo aprendi muito com todos eles. Contudo, o trabalho que desenvolvi para a Bombay Sapphire foi um marco importante no meu percurso. Foi a minha primeira campanha publicitária e isso marcou-me bastante.

Como surgiu a oportunidade para desenhar com a Nespresso? 
A Nespresso trabalha com várias agências de design e essas agências trabalham regularmente com artistas de várias áreas — desde a ilustração à fotografia. Neste caso, a agência The Partners e a Nespresso sentiram que eu poderia trazer algo de novo ao mundo da marca. E com um briefing tão cativante, era difícil dizer “não” a esta colaboração!

Quais as suas principais referências e inspirações para desenvolver este trabalho? 
Muita gente bebe café, mas poucas sabem sobre as suas origens, e a Nespresso queria dar a conhecer ao mundo a história destes dois cafés – o Arábica e o Robusta. O meu trabalho consistiu em contar essas histórias visualmente.
Encontrei a minha inspiração na origem destes cafés – nas suas histórias e lendas, nos seus lugares de origem e sabores distintos. O Arábica Etiópia Harrar cresce em lugares áridos e montanhosos e é muito mais leve e floral que o Robusta. Encontrei também inspiração na lenda de Kaldi e em como ele descobriu o café e na importância que este grão tem na vida social e cultural deste país. Já o Robusta Uganda cresce perto de lagos rodeados de vegetação exuberante, quase tropical, e a baixa altitude. É também mais intenso e profundo, com notas de sabor a chocolate e tem um grande significado para as tribos ugandesas.

Maria Rodrigues e Nespresso 1
Maria Rodrigues e Nespresso 2
Maria Rodrigues e Nespresso 3
Maria Rodrigues e Nespresso 4
Maria Rodrigues e Nespresso 5
Maria Rodrigues e Nespresso 6
Maria Rodrigues e Nespresso 7

Como foi todo o processo criativo? 
Este projecto foi dividido em duas fases e no total demorou quatro semanas a ser desenvolvido. Encarei este desafio como qualquer outro – pesquisei bastante sobre o tema, desenvolvi esboços e criei as ilustrações finais. O mais importante durante todo o processo foi sempre ter em mente que o meu objetivo era transportar o público para estes locais e contar estas duas histórias, sem nunca perder esse foco.

Que mensagem gostaria de transmitir a quem visse esta nova imagem da marca? 
A origem destes cafés e o que este pequeno grão significa para tantas pessoas. São histórias importantes que necessitavam de ser contadas. É importante instruir o consumidor sobre o que estão a comprar. É um tema que vai para além do café, vale para tudo o que compramos e consumimos.

Nespresso Arabica
Nespresso robusta

Gosta de café?
Adoro café, bebo todos os dias! Confesso que estou bastante fã deste novo Robusta. É um 100% Robusta e como prefiro cafés mais intensos, estou mesmo rendida a este.

O que ainda lhe falta fazer como ilustradora, o que ambiciona alcançar e conquistar no futuro? 
Ainda existem muitos sonhos por realizar. Muitas marcas, publicações e artistas com quem sonho, um dia, colaborar. Mas o mais importante é poder continuar a fazer isto de que tanto gosto e continuar a aprender e desafiar-me a mim mesma a cada projeto — é muito importante sairmos da nossa zona de conforto.

Um dia pretende voltar a Portugal?
Sim, sem dúvida! Sempre tive a intenção de regressar e esse desejo não desapareceu, nem tão pouco diminuiu. Como sou freelancer e consigo trabalhar em qualquer parte do mundo, não vejo motivo para não o fazer a partir de Portugal.

Categorias
Comida
Partilhar

Tudo o que precisa num único espaço